Goleiro do Borussia admite dificuldades para dormir desde atentado

Bürki também afirmou que não estava na melhor das condições no jogo contra o Monaco, um dia após as explosões

Na última terça-feira, o elenco do Borussia Dortmund foi alvo de um atentado antes do jogo contra o Monaco pela Liga dos Campeões, que acabou ferindo o zagueiro Marc Bartra. Mas as explosões que atingiram o ônibus da equipe ainda impactam o plantel da equipe alemã.

Em entrevista ao jornal suíço Der Bund, o goleiro Roman Bürki admitiu que está com dificuldades para dormir desde o ocorrido.

“Sigo tendo problemas para dormir. Isso é o pior, eu ainda não consigo dormir à noite. Quando acordo, me alegro por estar na minha cama, na minha casa”, afirmou o goleiro suíço.

Bürki estava sentado na parte traseira do ônibus ao lado de Bartra, que teve ferimentos na mão e no braço, passou por cirurgia e não poderá jogar por um mês.

A partida contra o Monaco aconteceu no dia seguinte ao atentado, quarta-feira, e terminou com vitória da equipe francesa por 3 a 2. Bürki afirmou ao jornal que não estava na melhor das condições no duelo em Dortmund.

“Eu me dava conta das coisas em campo um pouco tarde, como se tivesse um véu nos meu olhos”, disse.

A Band transmite nesta terça-feira, ao vivo, a partir das 15h, o duelo entre Real Madrid e Bayern de Munique.

MAIS
Veja quanto cada clube da Série A ganha com patrocínio

 

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário