Em jogo adiado após explosões, Monaco vence Borussia

Com dois gols, Mbappé foi o destaque do triunfo por 3 a 2 dos visitantes pela Liga dos Campeões

Um dia depois das explosões que atingiram o ônibus do Borussia Dortmund e adiou o confronto com o Monaco, os dois times foram a campo no mesmo estádio Signal Iduna Park e os visitantes venceram por 3 a 2, nesta quarta-feira, pela ida das quartas de final da Liga dos Campeões. O jovem francês Mbappé foi o grande nome da partida, ao marcar dois gols.

Com o resultado, o Monaco joga por um empate no jogo da próxima quarta-feira para ficar com a vaga na semifinal. Já o Borussia, ainda sem contar com Marco Reus, precisa vencer por dois gols de diferença para seguir na competição.

O jogo havia sido adiado porque três explosões atingiram o ônibus que levava a delegação do Borussia para o estádio na terça. Os artefatos explosivos feriram de forma leve o zagueiro Marc Bartra, que foi operado com lesões no braço e na mão direitos e não chegou a correr risco de morte. Nesta quarta, a polícia local informou que, nas investigações, trabalha com a hipótese de atentado terrorista de motivação islâmica extremista. Um suspeito já foi detido.

A partida acabou sendo remarcada para esta quarta, no mesmo estádio, apesar das críticas por causa do adiamento rápido, logo após o episódio traumático. Diante do susto, a polícia reforçou o aparato de segurança ao redor do estádio e no trajeto dos ônibus do time até a arena. E a torcida alemã caprichou nas arquibancadas, até com um mosaico formado com capas sobre a roupa dos fãs, montando um mosaico com o símbolo amarelo e preto da equipe. Apesar do incidente de terça, o Signal Iduna Park contou 65.849 torcedores presentes.

Em campo, porém, o Borussia exibiu as mesmas fragilidades da sua última partida, quando foi goleado pelo rival Bayern de Munique, no sábado, pelo Campeonato Alemão. Sem o meia Reus, ainda em recuperação física, o time da casa mostrou limitação na armação e não conseguiu abastecer o artilheiro Aubameyang.

O jogo

Demonstrando certo abalo em campo, ainda em decorrência das explosões do dia anterior, o Borussia demorou para se encontrar no jogo e viu o Monaco dominar as ações, até com certa facilidade, na etapa inicial. E, além do abalo emocional, a defesa alemã precisava superar a grande fase vivida pelo francês Mbappé.

O atacante de apenas 18 anos atormentou a zaga anfitriã com suas disparadas constantes pela esquerda, pegando a defesa desprevenida, mesmo após seguidas investidas. Foi num destes lances que Sokratis derrubou o jovem rival dentro da área e o árbitro anotou o pênalti. O brasileiro Fabinho, contudo, bateu à direita do goleiro e desperdiçou grande chance na cobrança, aos 16 minutos.

Sem converter sua grande oportunidade, o Monaco só precisou de dois minutos para enfim abrir o placar, ainda que tenha contado com uma ajuda da arbitragem. O ataque visitante entrou com facilidade na área alemã e Lemar cruzou da esquerda. Mbappé, em posição irregular, escorou de coxa para as redes.

O Borussia só começou a entrar no jogo a partir dos 30 minutos. E o melhor rendimento no meio-campo rendeu boa chance de gol. Kagawa finalizou para fora, rente à trave direita do goleiro Subasic, após jogada trabalhada por Ginter.

A jogada, contudo, foi apenas um lapso ofensivo de uma equipe que ainda tentava se acertar em campo. Quatro minutos depois da boa oportunidade do Borussia, o Monaco voltou ao ataque e, desta vez, a ajuda veio da própria defesa alemã. Raggi cruzou da esquerda e o zagueiro Bender escorou de cabeça contra as redes do Borussia.

Finalizado o primeiro tempo de amplo domínio dos visitantes, o time da casa voltou para a etapa final em ritmo acelerado. E tratou de impor pressão desde o apito inicial. A nova postura rendeu frutos aos 12 minutos, quando Aubameyang acertou passe estranho, de costas, e Kagawa driblou o goleiro na pequena área. A bola sobrou para Dembélé, que só empurrou para as redes.

Mas o gol não escondeu as limitações do Borussia em campo. Logo o Monaco já atacava novamente. Aos 30, Falcao Garcia quase marcou. Três minutos depois, Mbappé não perdoou erro na saída de bola da zaga e marcou mais um.

A classificação só não ficou encaminhada de vez porque o Borussia descontou aos 38 minutos, em bela jogada de Kagawa. O meia japonês recebeu pelo lado direito, dentro da área, e deu belo corte sobre o zagueiro brasileiro Jemerson antes de bater no canto, dando números finais ao jogo.

MAIS
Após prisão, goleiro Bruno volta a jogar

 

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário