Para Carille, situação de Baptista é igual a que viveu com Tite

Ao falar da pressão vivida pelo técnico do Palmeiras para substituir Cuca, treinador do Timão citou seu exemplo

O técnico Eduardo Baptista vem sendo pressionado no Palmeiras. Ontem, na vitória sobre o São Bernardo, o treinador teve que ouvir gritos de “Cuca” vindos das organizadas. Quem diz entender a pressão vivida pelo comandante do Verdão é Fábio Carille, treinador do Corinthians. Em entrevista ao Jogo Aberto, da Band, ele comparou a situação com a que viveu no ano passado, quando substituiu Tite, que foi  para a Seleção Brasileira.

“O que acontece no Palmeiras é o que aconteceu no ano passado no Corinthians. Substituir o Tite seria difícil para quem chegasse. Substituir o Cuca é a mesma coisa. Tanto eles lá como nós aqui vamos melhorar”, afirmou Carille.

O treinador do Corinthians também falou sobre o trabalho que vem realizando no clube. Para Carille, o foco do momento é melhorar o desempenho ofensivo.

“Trabalho árduo, chamando atenção de todo mundo, levando informações para campo, para ver se a gente entrosa essa parte da frente, principalmente”, disse Carille, que relembrou da dificuldade para acertar o sistema defensivo no ano passado.

“Para mim, foi o que mais aconteceu de errado, principalmente quando a gente perdeu Felipe, Bruno Henrique e Elias. No segundo semestre a gente conseguir equilibrar melhor nosso sistema defensivo. (Agora) Nós estamos tentando melhorar o ataque. Mas o setor defensivo teve uma evolução muito grande”, analisou o treinador, que já previa um início de ano difícil.

“Esse início é sempre um pouquinho mais difícil para as equipes grandes, que vêm de pré-temporada e tem menos tempo de trabalho. Pelo quarta, quinta rodada deve melhorar. Os times do interior têm mais tempo de preparação”, completou.

MAIS
Serena, Bouchard e Wozniacki fazem ensaio sensual

 

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário