Vitória busca empate com o Flu nos acréscimos

Gol de Kanu aos 48 minutos do segundo tempo salva a equipe baiana da derrota em Salvador

Com gol de Kanu aos 48 minutos do segundo tempo, o Vitória arrancou o empate por 2 a 2 com o Fluminense, neste domingo, no estádio Barradão, em Salvador, pela 23.ª rodada do Campeonato Brasileiro - veja a tabela. Pior mandante da competição, o time do técnico Vagner Mancini saiu na frente no placar e chegou a ficar com um jogador a mais em campo, quando o atacante Robinho foi expulso em sua estreia. Mas ainda assim não conseguiu segurar a reação carioca.

Somando mais um ponto, o Fluminense se distanciou do G6 e agora aparece com 31 pontos. O time do técnico Abel Braga já vinha de uma derrota para o Vasco por 1 a 0, no clássico carioca. Do outro lado, o Vitória segue na zona de rebaixamento, com 26 pontos, e deixa escapar a oportunidade de respirar fora da degola.

O time baiano dominou o primeiro tempo, mas teve dificuldades para converter a superioridade em bola nas redes. Com seis minutos, Neilton armou o contra-ataque pela ponta esquerda, deixou dois marcadores para trás, cortou para o meio e lançou Tréllez. O atacante colombiano saiu frente a frente com Júlio César e tentou dar um toque por cima do goleiro, mas, no meio do caminho, a bola bateu em Wellington Silva, que voltou para marcar, e saiu pela linha de fundo.

Desde que Vagner Mancini chegou a Salvador, o Vitória tem explorado o contra-ataque e, por isso, a bola passava mais tempo nos pés do Fluminense, mas sem nenhuma objetividade. O time de Abel Braga só foi ameaçar o goleiro Fernando Miguel aos 20 minutos, com Wellington Silva e Douglas, mas as duas finalizações foram pela linha de fundo. A partir daí, o jogo ficou um pouco mais truncado, com uma marcação forte no meio de campo.

Aos 44 minutos, o Fluminense errou na saída de bola pela esquerda e Patric aproveitou a cochilada da marcação. Ele correu em direção à linha de fundo e cruzou para a pequena área, mas ela passou por dois jogadores sem que ninguém tocasse nela. Em um lance muito parecido, aos 45, o Vitória tentou um novo cruzamento pela direita. Desta vez ela caiu nos pés de Neilton, que dominou e tocou na saída de Júlio César para abrir o placar.

O empate do Fluminense saiu no primeiro lance do segundo tempo, em uma jogada individual de Henrique Dourado. Lucas arremessou um lateral para o atacante, que ganhou no corpo do zagueiro Wallace e saiu frente a frente com Fernando Miguel. Ele bateu forte em cima do goleiro e ela sobrou na linha da pequena área. Wendel veio de trás e pegou o rebote de primeira, estufando as redes e deixando tudo igual logo aos dois minutos.

Com um gol relâmpago, o jogo deu uma esfriada. Abel Braga tentou soltar um pouco mais o Fluminense e tirou Douglas para promover a estreia de Robinho. O atacante, que chegou do Figueirense, ficou exatamente um minuto em campo. Em uma dividida com Caíque, acertou o tornozelo do adversário e recebeu o cartão vermelho de forma direta. Com um jogador a mais, o Vitória pressionou em busca do segundo gol.

Mas, aos 44 minutos, no único lance em que o Fluminense se arriscou ao campo de ataque, Wellington Silva buscou a linha de fundo pela ponta direita e acabou derrubado por Thallyson. Na cobrança do pênalti, Henrique Dourado teve a frieza para marcar o seu 13.º gol no campeonato. O árbitro ainda deu cinco minutos de acréscimos e, aos 48, Neilton cruzou, Patric tocou de cabeça e Kanu apareceu na segunda trave para empatar mais uma vez.

No próximo domingo, às 16 horas, o Vitória recebe o São Paulo novamente no estádio Barradão, pela 24.ª rodada. Já o Fluminense tem mais um compromisso fora de casa, desta vez em Curitiba contra o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, também às 16 horas de domingo. Antes, nesta quinta-feira, enfrenta a LDU, do Equador, no estádio do Maracanã, no Rio, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana.

MAIS
Clique nas setas e conheça o time do coração dos funkeiros

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário