Baptista: 'Só qualidade não faz diferença'

Técnico nega que o Palmeiras seja o melhor time do Brasil e celebra luta: "equipe que briga demais"

Líder da classificação geral do Paulistão e também em seu grupo na Libertadores, o técnico Eduardo Baptista não esconde a satisfação pelo bom início de trabalho no Palmeiras. Apesar da boa fase, o comandante negou que a equipe seja a melhor do país e exaltou o espírito de luta do grupo, principalmente nas vitórias sobre Jorge Wilstermann e Santos.

“De maneira nenhuma (melhor equipe). É um time de qualidade como todos têm. O Palmeiras venceu os jogos quando brigou, quando lutou, e aí a qualidade prevaleceu. É o melhor time se brigar, se tiver entrega. O time está amadurecendo, está se tornando forte. Só qualidade não faz diferença”, disse em entrevista à Rádio Bandeirantes.

“Que bom que tudo que nós planejamos estamos alcançando. Tem muito objetivo a ser alcançado, mas estamos num caminho bom. A equipe vai ganhando corpo, isso é o mais importante. É uma equipe que briga demais e nunca desiste. Uma união muito grande entre elenco, comissão e diretoria”, completou.

Eduardo também comentou sobre um de seus grandes desafios, que é manter os reservas motivados por causa da forte concorrência no titular. Ele disse que tenta sempre ser honesto com os atletas e citou o exemplo de Róger Guedes, que foi para o banco de reservas e foi decisivo quando entrou nos últimos dois jogos.

“Primeiro é ser honesto. Dentro da nossa filosofia colocar aqueles que estiverem melhor. E aqueles que estão de fora dar atenção e trabalhar. O grande exemplo é o Róger Guedes. Quando cheguei era titular. Começou jogando, mas teve uma pequena oscilação. Deixou de ser titular, mas não deixou de trabalhar. Entrou nos últimos 2 jogos e foi altamente decisivo. Todos querem jogar, mas quem não está tem a atenção da comissão”, analisou.

O próximo compromisso do Palmeiras será nesta quarta-feira, no Allianz Parque, contra o Mirassol, pela 10ª rodada do Paulistão. A equipe deverá ter muitas mudanças, já que pelo menos 4 jogadores estão fora por causa dos jogos das Eliminatórias. Dudu, Borja, Mina e Guerra já treinam com suas seleções e são desfalques.

Veja abaixo outros trechos da entrevista:

Fim do "fantasma" de Cuca?
Não vejo o Cuca como fantasma. Ele deixou um legado e eu estou aproveitando o legado dele. Muito se falou que o Eduardo mudou tudo, outro sistema. Não abandonei as idéias dele. Pelo contrário. Adicionei novas filosofias, estamos aprimorando o trabalho do Cuca e criamos novas variações. Ele me ajudou no início, tive uma conversa muito boa com ele.

Libertadores x Paulistão
Em abril só temos dois jogos da Libertadores e as finais do Paulistão. Vamos encarar as duas competições com força máxima. Temos elenco para brigar pelo título paulista e também pela classificação na Libertadores.

Lesão de Jean
É um jogador importantíssimo. Já estamos com problema na lateral. O Thiago Martins (zagueiro que se machucou) estava treinando alí. O Fabiano teve lesão e está voltando agora. Jean é um líder, equilibrado, experiente. Perdê-lo assim é complicado. Esperamos que volte rápido. Não foi nada muito sério. É um jogador imprescindível.

Lembra dela? Larissa Riquelme aposenta o decote

 

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário