band.com.br

Tamanho de fonte
Atualizado em quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 - 00h41

Ponte Preta empata com Lanús em jogo de golaços

Primeira partida da final termina 1 a 1, com duas cobranças de falta magistrais, e decisão fica para a semana que vem, na Argentina
Baraka (à dir.) disputa jogada com Jorge Ortiz no Pacaembu / Miguel Schincariol/AFP Baraka (à dir.) disputa jogada com Jorge Ortiz no Pacaembu Miguel Schincariol/AFP

Após sair atrás no marcador, a Ponte Preta conseguiu buscar o empate por 1 a 1, nesta quarta-feira, em um jogo de dois golaços de falta no estádio do Pacaembu, em São Paulo, na primeira partida da final da Copa Sul-Americana.

 

Assim como a Copa Libertadores, a final não conta com o critério de gols marcados fora de casa. Assim, na próxima quarta-feira, no estádio La Fortaleza, qualquer empate leva o jogo para os pênaltis.

 

Veja o lance a lance e as estatísticas do jogo

 

A estratégia de jogo da Ponte Preta na primeira etapa foi similar à adotada nos jogos das quartas de final e semifinal, quando o time atuou mais recuado, esperando por oportunidades de encaixar contra-ataques.

 

Somente aos 22 minutos a Macaca teve uma chance mais efetiva de abrir o placar, quando Fellipe Bastos avançou pelo meio em velocidade, cortou para a perna esquerda e chutou em cima do goleiro Marchesín.

 

A Ponte Preta, apesar do ataque perigoso, manteve a mesma proposta de jogo e quase acabou pagando pelo respeito excessivo ao final da primeira etapa, aos 44. No entanto, Santiago Silva teve desperdiçou a bola mais clara para marcar no primeiro tempo. O atacante recebeu de Pereyra Díaz dentro da pequena área, com o gol aberto, mas chutou com o lado externo do pé e mandou para fora.

 

Para o segundo tempo, a Ponte Preta pareceu ir mais ligada e chegou a ameaçar com chute de Elias, aos 7 minutos, mas acabou vendo o Lanús abrir o placar aos 13. Goltz cobrou falta com maestria, no contrapé de Roberto, e calou o Pacaembu por minutos.

 

O gol deixou o Lanús ligado no jogo, e o time argentino quase empatou cinco minutos depois, em cabeçada novamente de Goltz. No entanto, a Ponte soube cozinhar o adversário e logo o apoio da torcida voltou a empurrar a equipe.

 

Então, aos 32 minutos, Izquierdoz derrubou Chiquinho em lance de contra-ataque veloz. O árbitro, em um primeiro momento, não viu o lance, mas o bandeirinha assinalou a infração muito próxima da área. Na cobrança, Fellipe Bastos fez como o adversário e acertou um belo chute no ângulo. O goleiro argentino sequer pulou para tentar a defesa: 1 a 1.

 

Antes do final da partida, a torcida fez o seu show e cantou alto até o apito final. Aos 41, outra cobrança de falta poderia ter deixado a situação mais favorável à Ponte Preta, mas, em posição mais distante do gol, Fellipe Bastos chutou bem, mas carimbou travessão.

 

 

Torcida empurra Ponte Preta no Pacaembu
Torcida empurra Ponte Preta na final da Sul-Americana - Foto: Nelson Almeida/AFP

 

Cadastrando-se em nossa newsletter, você receberá diariamente em seu e-mail as últimas Notícias de Esporte do Band.com.br
Aceito receber e-mails da Band e parceiros