Após três vitórias nas três primeiras partidas do polo aquático, a seleção brasileira masculina acabou perdendo para a Grécia. Neste domingo, os meninos brasileiros conheceram sua segunda derrota, agora a Hungria. A derrota por 10 a 6 e o fim da primeira fase, fez o Brasil conhecer seu rival nas quartas de final.

Apesar da campanha histórica, já que pela primeira vez na história o Brasil avançou da primeira fase no polo aquático, além de ter vencido grandes potências, a derrota colocou a seleção brasileira na rota da Croácia, atual campeã olímpica.

Mas o fato de já ter vencido a Sérvia, campeã mundial e uma das maiores potências na modalidade, faz com que o time acredite na classificação. Vale lembrar que o Brasil conta em seu elenco com um jogador nascido na Croácia, próximo rival, trata-se de Josip Vrlic.

Na partida contra a Hungria, o Brasil demorou para entrar no jogo. Apesar da tradicional pressão nas arquibancadas, os húngaros conseguiram abrir três gols logo no primeiro quarto.

O goleiro Nagy, da Hungria, também fez uma partida excepcional, fechando o gol. O primeiro gol brasileiro só veio após uma cobrança de pênalti. O primeiro tempo terminou 5 a 1 para os húngaros.

No segundo tempo o Brasil melhorou e fez um jogo parelho. O placar, levando em conta apenas essa parcial, foi de 5 a 5, mas a larga vantagem aberta pela Hungria no primeiro tempo foi suficiente para garantir a vitória europeia.

A partida contra a Croácia acontece na terça-feira, às 15h10. Se avançar, o que seria histórico, o Brasil pode reencontrar a Hungria para tentar uma vingança. Os húngaros enfrentam Montenegro na próxima fase.

CLIQUE E JOGUE

Você consegue memorizar os mascotes olímpicos em 30 segundos?

Game Olimpico

Ler a notÍcia completa