Allegri lamenta saída da Juventus após 5 temporadas: ‘Foi uma decisão do clube’

Contrato do técnico venceria em junho de 2020

Um dia depois de a Juventus anunciar a saída do técnico Massimiliano Allegri após cinco temporadas no cargo, o próprio treinador deu as suas explicações neste sábado, em uma entrevista coletiva ao lado do presidente Andrea Agnelli, sobre a decisão de não renovar o contrato com o clube de Turim, que venceria em junho de 2020.

"Expressei o meu pensamento sobre o que pode ser o bem da Juventus no futuro e os dirigentes fizeram as suas avaliações, decidindo que eu não serei o treinador. Não tinha feito pedidos ao clube, entendi primeiro que, fisiologicamente, deveríamos nos separar", disse Allegri, lamentando a decisão que foi amigável entre as duas partes.

"Agora não sei de nada, sei apenas que precisamos ir a campo amanhã (domingo) e festejar. Talvez uma pausa possa me fazer bem também preciso descansar", acrescentou o treinador, que teve a companhia dos jogadores da Juventus, inclusive do astro português Cristiano Ronaldo, nas primeiras filas da sala de imprensa do clube.

A Juventus enfrenta a Atalanta neste domingo, pela 37.ª e penúltima rodada do Campeonato Italiano, em sua última partida no Juventus Stadium nesta temporada. Por isso, uma festa está sendo preparada para receber o troféu de sua oitava conquista consecutiva da competição - recorde entre as cinco maiores ligas da Europa. No outro domingo, a despedida será contra a Sampdoria em Gênova.

Agnelli disse na entrevista coletiva que a decisão de romper com Allegri foi a "mais sofrida" que ele já tomou no comando do clube. "Todos são úteis, mas ninguém é indispensável. A história da Juventus deve sempre ser maior que qualquer pessoa", declarou o dirigente, que presenteou o técnico com uma camisa com o número 5 e os dizeres "história juntos".

A posição de Allegri ficou fragilizada nesta temporada com a eliminação nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa para o Ajax e com a queda na mesma fase da Copa da Itália para a Atalanta, o que impediu pelo quinto ano seguido a conquista da dobradinha no país, já que o título do Campeonato Italiano foi ganho com tranquilidade.

Allegri, de 51 anos, comandava a Juventus desde a temporada 2014/2015, tendo conquistado cinco Campeonatos Italianos, quatro Copas da Itália e três Supercopas da Itália. Na Liga dos Campeões, bateu na trave em duas oportunidades: perdeu nas finais de 2015, para o Barcelona, e de 2017, para o Real Madrid.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário