Edílson não brincou quando disse que era melhor que Messi; ele explica

No Band Esporte Clube, Capetinha reafirmou que jogou mais que o argentino e Cristiano Ronaldo. Assista!

Quando Edílson afirmou no Os Donos da Bola de que havia jogado mais que Messi e Cristiano Ronaldo, muita gente achou que não passava de brincadeira do Capetinha. Acontece que o ex-atacante estava falando sério. Ou quase isso.

Em participação no quadro “Caixa Preta”, do Band Esporte Clube, Edílson foi desafiado a explicar a comparação. E revelou que por trás da “marra”, tem psicologia.

“A gente quando entra em campo, tem que ter o espírito de que é melhor do que todo mundo. Só assim você é vencedor”, disse o ex-jogador, que fez história nos rivais Palmeiras e Corinthians.

A declaração no programa do Craque Neto foi recebida com incredulidade por alguns. Na internet, viralizou. E acabou ganhando o mundo, virando notícia na imprensa internacional. Mesmo assim, Edílson manteve a palavra: jogou mais que Cristiano Ronaldo e Messi. E ainda citou o título da Copa do Mundo, conquistado em 2002, para se colocar acima dos craques.

“O Messi, para jogar mais do que eu, tem que ser campeão mundial”, declarou. Como se sabe, Messi foi, no máximo, vice da Copa, em 2014, no Brasil.

Ao Band Esporte Clube, o Capetinha reafirmou: é melhor que os dois.

“Se colocar Messi e Cristiano Ronaldo para jogar contra mim, eu vou sempre dizer e vou sempre procurar ser melhor do que eles”, concluiu o ex-atacante, que também se considera melhor que Neymar.

Assista: Edílson diz que jogou mais que Messi e Neymar

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário