Se não tivesse atraso não seria Chapecoense, brincava equipe

Revelação foi feita por assessor, que relatou clima de alegria mesmo com alteração de voo; acidente matou 75 pessoas

“Se não tivesse atraso não seria a Chapecoense!” Foi com clima de brincadeira que o elenco do time de Santa Catarina encarou a mudança do voo para Medellín, onde a equipe enfrentaria o Atlético Nacional nesta quarta-feira pela final da Copa Sul-Americana.

O Verdão do Oeste fretaria um avião direto para a Colômbia, mas a Anac vetou a iniciativa de última hora. Por causa disso, a equipe teve que ir primeiro até Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, para a partir daí rumar para o destino da partida. Na última parte do trajeto, um acidente acabou vitimando ao menos 71 das 78 a bordo.

Conmebol suspende final e todas suas atividades
Ex-Chape, Leandro Pereira defende adiamento no Brasileirão

Quem revelou este espírito da equipe foi o assessor Diego Carvalho, que representa quatro atletas da Chapecoense, entre eles o goleiro Danilo - que não sobreviveu ao acidente.

Por ter trabalhado no clube, Carvalho disse ter conversado com diversos atletas e representantes da equipe antes do embarque para a decisão, a primeira internacional de sua história.

O motivo desta naturalidade com a alteração do voo tem a ver com a própria cidade de Chapecó. Por causa da neblina, muitas vezes aviões são impedidos de descer no Aeroporto Serafim Enoss Bertaso, o que já resultou até em adiamento de partidas. Então, os atletas da Chape, principalmente os que estavam há mais tempo no clube, já estavam acostumados com eventuais imprevistos nas locomoções do clube.

A Chapecoense tem sido um dos destaques no futebol brasileiro nos últimos anos. Fundada em 1973, a equipe do oeste catarinense saltou da Série D para a elite do futebol brasileiro de 2009 a 2013. Desde 2014, o clube se mantém na primeira divisão do Brasil. Neste ano, a equipe se preparava para outro marco do clube – a final da Copa Sul-Americana.


Leia também:
Atacante soube que seria pai uma semana antes do acidente

As imagens da tragédia

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário