Livre de lesão, Mineirinho volta ao Circuito Mundial no Rio

Surfista vai apresentar um filme sobre sua trajetória desde que se machucou em Saquarema

Foi uma longa espera até poder voltar a competir. Adriano de Souza, o Mineirinho, está recuperado da grave lesão no joelho esquerdo e escalado para a terceira bateria da etapa do Rio do Circuito Mundial do Surfe, que começa na quinta-feira em Saquarema. Logo de cara vai enfrentar seu compatriota Yago Dora e o norte-americano Kolohe Andino.

Para ele, só de poder subir novamente em cima da prancha no Circuito Mundial já é motivo de comemoração. “O resultado que almejo em Saquarema é pegar a lycra de competição e fazer o que eu amo. Não importo com o resultado que vier ou a colocação que conseguir. A meta é voltar ao esporte e isso será uma grande vitória. É isso que estou em busca”, disse, em entrevista ao Estado.

Campeão mundial em 2015, Mineirinho oscilou nas temporadas seguintes, com um 11.º lugar em 2016 e um oitavo em 2017. No ano passado, ficou em 19.º e acabou se machucando em Peniche, na etapa portuguesa do circuito. A lesão o afastou do último evento no Havaí, em Pipeline, e em novembro ele foi submetido a uma cirurgia no joelho, comandada pelo médico Rodrigo Lasmar, que é da seleção brasileira de futebol.

“A expectativa é grande, pois passei oito meses em recuperação vislumbrando esse retorno. Não vejo a hora de poder voltar a fazer o que mais amo na vida que é competir. Estou muito feliz de voltar a surfar em uma etapa”, comentou o surfista, ansioso para sentir o carinho dos fãs brasileiros na etapa do Rio, que tem prazo até o dia 28 de junho para terminar.

Apesar da ansiedade, o atleta saber que no início as coisas não serão fáceis. “Fisicamente estou super bem. O fato de ter ficado tanto tempo em recuperação física complica na questão do ritmo, acho que isso vai me faltar bastante. Mas só vou adquirir isso com o tempo. Não tenho como ter pressa ou acelerar qualquer etapa.”

Outro motivo de orgulho para o surfista é que ele vai apresentar um filme sobre sua trajetória desde que se machucou. “Na etapa de Saquarema vou mostrar um pouco da minha recuperação em um documentário. Foi tudo filmado e será legal poder mostrar para todo mundo esse processo um dia antes da competição começar”, afirmou. Além disso, sua patrocinadora Red Bull lançou a série especial “Se Prepara” na qual mostra essa rotina do surfista no período em que ficou parado em vídeos bem curtos.

INVASÃO - A etapa fluminense do Circuito Mundial de Surfe terá 14 brasileiros no masculino e três no feminino. Vão disputar entre os homens Adriano de Souza, Gabriel Medina, Filipe Toledo, Italo Ferreira, Yago Dora, Jadson André, Peterson Crisanto, Deivid Silva, Caio Ibelli, William Cardoso, Michael Rodrigues, Jesse Mendes, Mateus Herdy e um atleta que virá da triagem. No feminino, a competição terá Tatiana Weston-Webb, Silvana Lima e mais uma competidora que será a campeã da triagem entre as mulheres.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário