Morre o jornalista Juarez Soares aos 78 anos

Comentarista esportivo lutava contra um câncer e sofreu um infarto fulminante

Juarez Soares morreu nesta terça-feira, 23, aos 78 anos. O comentarista esportivo sofreu um infarto fulminante. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu. O jornalista também lutava contra um câncer e estava se submetendo a sessões de quimioterapia.

Nascido em São José dos Campos, interior de São Paulo, Juarez Soares participou da cobertura de Copas do Mundo pela Globo, Band e SBT. Porém, foi nos programas de debate que ele ficou conhecido do grande público.

Relembre a carreira de Juarez Soares

O comentarista integrou as equipes do Terceiro Tempo e Debate Bola, atrações comandados por Milton Neves, tanto na Band como na Record. O seu último trabalho na TV foi no Bola da Rede, da RedeTV. Ele deixou a emissora em abril deste ano. O jornalista ainda atuava como comentarista do programa Capital da Bola, pela Rádio Capital, mas estava afastado por causa do tratamento contra o câncer.

"É uma das figuras mais importantes da crônica esportiva do mundo. Juarez é um marco, é eterno. Era um grande debatedor, polêmico. Nunca ligou para dinheiro. A paixão dele era a família e o time do Corinthians", destacou Milton Neves.

Longe do futebol, Juarez Soarez também se envolveu com a política. Ele foi filiado ao PT (Partido dos Trabalhadores) por 21 anos e chegou a ser eleito vereador em 1988, quando teve quase 40 mil votos. Após a eleição, aceitou o convite de Luiza Erundina para ser Secretário dos Esportes da cidade de São Paulo e acabou sendo o grande responsável por trazer o GP Brasil de Fórmula 1 de volta para o autódromo de Interlagos.

Em 2003, ele deixou o PT e se filiou ao PDT (Partido Democrático Trabalhista). Saiu como candidato a vice-prefeito na chapa de Paulo Pereira da Silva, o "Paulinho da Força", mas ele acabaram em 5º lugar na eleição.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário