Avassalador no 1º tempo, Grêmio bate Goiás

Tricolor Gaúcho engata a segunda vitória seguida e sobe na tabela do Brasileirão

O Grêmio comemorou seu aniversário da melhor maneira possível para seu torcedor, ao bater facilmente o Goiás, diante de mais de 40 mil pessoas, em sua arena, por 3 a 0, neste domingo, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. A vitória, a segunda seguida, foi toda construída em um primeiro tempo alucinante dos gaúchos.

Em recuperação na competição de pontos corridos, a equipe comandada por Renato Gaúcho chegou aos 28 pontos, ocupando agora a oitava colocação na tabela. Já o time de Ney Franco se manteve com 21 pontos, no 15º posto. Vítima de sua terceira derrota em sequência, fica perigosamente próximo da zona de rebaixamento.

O Grêmio entrou em campo com três desfalques em sua linha de quatro defensores: Léo, Geromel e Kannemann, lesionados, deram lugar a Galhardo, David Braz e Paulo Miranda. Mas o fato não teve a menor importância na partida. Foi um massacre do time da casa e esse setor não foi incomodado no primeiro tempo.

A intenção clara da equipe comandada por Ney Franco, desde o início, era atrair os gaúchos para seu campo, na esperança de armar algum contra-ataque fatal, especialmente com o rápido Michael. Só que a estratégia mostrou-se um total desatino, fazendo com que os torcedores da equipe goiana se deparassem com uma espécie de "déjà vu" de outras jornadas desastrosas fora de casa - tomara de 6 a 1 tanto do Flamengo como do Santos.

Faltava combinar com os comandados de Renato Gaúcho, que, famintos por gols, em momento algum abdicaram da bola no campo de ataque, realizando 18 finalizações apenas na primeira etapa. O goleiro Marcelo Rangel já sentira um "frio na espinha" em três oportunidades claras, com Diego Tardelli logo aos 8 minutos, Alisson, aos 17, e Jean Pyerre, aos 27, antes de ser vazado pela primeira vez, aos 28.

O placar foi aberto com um lindo gol do garoto Jean Pyerre, que acertou um chute com precisão milimétrica de muito longe, por cobertura, que ainda beijou a trave antes de entrar. A partir dali, a pressão ganhou ares de treinamento de luxo.

Quatro minutos depois, foi a vez de Éverton marcar seu sétimo gol na competição. O atacante da seleção brasileira estava inteiramente livre na área quando arrematou, chapando de pé direito, boa jogada iniciada por ele próprio pela esquerda, passando pelo pé de Alisson e contando com corta-luz involuntário de Tardelli: 2 a 0.

A equipe do Centro-Oeste percebeu que havia perdido de vez o controle do jogo quando o verdadeiro bombardeio para o gol de Marcelo Rangel prosseguiu, com Tardelli e Alisson desperdiçando boas chances, aos 33 e 40 minutos, respectivamente.

Mas aos 44, nem o equívoco do assistente, que vira impedimento no início da investida que terminou com belo chute de Alisson, no ângulo esquerdo do goleiro goiano, salvou os visitantes de levarem o 3 a 0 ainda no primeiro tempo. O lance foi confirmado pelo VAR e os piores temores da equipe visitante corriam sério risco de se confirmar.

Restava aos jogadores de Ney Franco a tentativa de manter a calma e ajustar a defesa, na volta do intervalo, para evitar novo desastre em campo no Brasileirão. A postura inicial mostrou-se diferente, com a equipe de Goiânia buscando manter a posse de bola no campo ofensivo.

Aos 5, com chute da entrada da área de Léo Sena que passou muito próxima do gol de Paulo Victor, aos 11 minutos, em conclusão do volante Gilberto aproveitando cobrança de escanteio, e aos 29, com batida de Rafinha que beliscou a trave, a diferença quase foi descontada.

Mas na maior parte do tempo o que se viu foram tentativas do jovem Michael frustradas, com o atacante cercado pela bem postada zaga gremista. Do outro lado, o Grêmio nitidamente tirou o pé do acelerador e criou muito menos chances na etapa final. Na melhor delas, Jean Pyerre mostrou mais uma vez seu grande esmero em chutes de longa distância, aos 20, quando forçou nova boa defesa de Rangel.

Os gaúchos terão mais uma semana de treinamentos até voltar a campo pelo Brasileirão, diante do Santos, na abertura do returno na Vila Belmiro, próximo sábado, às 21h. Já o Goiás retorna ao Serra Dourada para tentar encerrar sua péssima sequência diante do Fluminense, no domingo, às 19h.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO 3 x 0 GOIÁS
GRÊMIO - Paulo Victor; Rafael Galhardo, David Braz, Paulo Miranda e Bruno Cortez; Michel, Matheus Henrique (Luan), Jean Pyerre, Alisson (Patrick) e Éverton; Diego Tardelli (Luciano). Técnico: Renato Gaúcho.

GOIÁS - Marcelo Rangel; Daniel Guedes, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Marcelo Hermes; Gilberto, Léo Sena (Marlone) e Yago Felipe; Michael, Rafael Moura (Leandro Barcia) e Kayke (Rafinha). Técnico: Ney Franco.

GOLS - Jean Pyerre, aos 28, Éverton, aos 32, e Alisson, aos 44 minutos do primeiro tempo.
CARTÃO AMARELO - Yago Felipe (Goiás).
ÁRBITRO - Sávio Pereira Sampaio (DF).
RENDA - R$ 1.071.113,00.
PÚBLICO - 35.584 torcedores (41.733 no total).
LOCAL - Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário