Com uma vitória em sete jogos, Carille deve fazer ajustes no Corinthians

Técnico reconhece que os adversários encontraram uma maneira de marcar sua equipe

Com somente uma vitória nos últimos sete jogos, o Corinthians vive um dos piores momentos na atual temporada. A sequência deixou o time mais distante da briga pelos títulos do Campeonato Brasileiro e da Copa Sul-Americana.

O técnico Fábio Carille reconhece que os adversários encontraram uma maneira de marcar sua equipe e sabe que precisa fazer mudanças. Mas já avisou que não mexerá muito no estilo do time em campo. "Para grandes mudanças, é preciso ter tempo para trabalhar e nós não vamos ter. Fazer grandes mudanças em poucos treinos podem dar resultados piores ainda", comentou.

A partida de sábado contra o Bahia é a oportunidade que o treinador tem para fazer pelo menos alguns testes na formação titular e tirar jogadores que não estão rendendo. Na quarta-feira já tem o jogo de volta contra o Independiente del Valle pela semifinal da Sul-Americana.

O setor defensivo não tem muito onde mexer. Cássio, Fagner, Gil, Manoel e Danilo Avelar são titulares absolutos. É certo também que para os quatro jogadores de linha o treinador não tem muitas opções.

Os laterais reservas Michel Macedo e Carlos Augusto não souberam aproveitar as chances que tiveram. Para o miolo da zaga, Marllon voltou recentemente de empréstimo e o uruguaio Bruno Méndez, de 21 anos, ainda tem pouca experiência para assumir um lugar na equipe.

No meio-campo, Carille pode e precisa fazer alguns ajustes. O volante Gabriel está suspenso na Copa Sul-Americana. Ralf tem a oportunidade de retomar a posição de titular, perdida quando se lesionou no mês passado. Junior Urso também caiu de rendimento já faz algum tempo, mas vinha tendo um voto de confiança do treinador.

A derrota por 2 a 0 para o Independiente Del Valle em casa pode tirá-lo da equipe. Matheus Jesus, que sempre entrou bem nas poucas chances que teve, é o principal candidato para a vaga. Outro que pode sair da equipe é o atacante Clayson. Para o lugar dele, Carille pode mexer bastante no ataque.

Isso porque Vagner Love pode ser deslocado para a ponta e Gustavo entrar como centroavante. No atual estilo de jogo do Corinthians, que insiste nos cruzamentos para a área, um centroavante mais alto pode ajudar a acabar com a falta de gols

Nos últimos sete jogos, foram duas derrotas, quatro empates e apenas uma vitória.

Confira abaixo a sequência recente do Corinthians:

Sul-Americana - 0 x 0 Fluminense (em casa)
Brasileirão - 1 a 1 Avaí (fora)
Sul-Americana - 1 x 1 Fluminense (fora)
Brasileirão - 1 x 0 Atlético-MG (em casa)
Brasileirão - 2 x 2 Ceará (em casa)
Brasileirão - 0 x 1 Fluminense (fora)
Sul-Americana - 0 x 2 Del Valle (em casa)

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário