Belluzzo diz que não perde tempo com Paulo Nobre e Mustafá no Palmeiras

Ex-presidente do Palmeiras, Belluzzo foi suspenso do clube por um ano e diz que Paulo Nobre foi contra ele

O ex-presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo concedeu entrevista exclusiva para o programa Os Donos da Bola desta quarta-feira, 3, e falou sobre o fato de ter sido suspenso do Palmeiras por um ano, após a reprovação de contas no fim de sua gestão, e revelou alguns nomes que articularam para que ele fosse suspenso

"Um deles é o Mustafá, e o outro foi o Paulo Nobre. O Paulo Nobre, eu não entendo o porquê, porque eu apoiei o Paulo Nobre na eleição de 2011 contra o Tirone. Vou contar uma história: Eu estava sentado aqui, tinha acabado de sair do hospital, e o Paulo me telefonou dizendo que ia votar pela rejeição das minhas contas, porque senão ele iria ter poucos votos, o que era uma avaliação errada. Eu falei para ele fazer o que achasse melhor. Não quero ser obstáculo nenhum. Se você acha que o meu apoio é ruim, você faça o que você achar melhor", relatou Belluzzo.

Belluzzo também revelou que não foi convidado para a inauguração do Allianz Parque, arena do Palmeiras, que teve o projeto idealizado por ele e começou a sair do papel na sua gestão.

"O Paulo Nobre não me convidou para a inauguração da Arena. Não fui convidado. Tive que assistir da minha casa. No dia que nós jogamos contra o Sport, perdemos, eu ficava vendo os palmeirenses chegando no estádio, olhando, alguns chorando de emoção. Eu fiquei aqui na minha casa vendo isso porque não fui convidado", disse Belluzzo, que completou relatando que não guarda nenhum ressentimento por Nobre.


"Eu não tenho nenhum ressentimento, nem acho que é importante eu ter alguma diferença com o Paulo Nobre. Para mim, não tem o menor significado. Eu tenho outras coisas para pensar na vida. Não vou ficar perdendo o meu tempo com quizilas com o Paulo Nobre e com o Mustafá. Isso não enriquece o espírito de ninguém", finalizou Belluzzo, que também é economista.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário