Quique Setién entrará na justiça contra o Barcelona

Ex-treinador do clube afirma que foi comunicado oficialmente da saída um mês após o anúncio

Demitido do comando do Barcelona no dia 17 de agosto, o técnico Quique Setién informou que irá processar o clube catalão. Ele alega que foi comunicado oficialmente da saída da equipe apenas na última quarta-feira, 16, praticamente um mês após o desligamento.

De acordo com a imprensa espanhola, Setién cobrará 4 milhões de euros (R$ 24 milhões) do Barça, valor referente ao que ele receberia na temporada 2020/2021. Os auxiliares Eder Sarabia, Jon Pascua e Fran Soto também entrarão na justiça.

"Após um mês de silêncio absoluto por parte da administração do FC Barcelona, ??e depois de vários pedidos nossos, ontem que finalmente recebemos as primeiras comunicações oficiais, via burofax. Estas comunicações revelam a clara intenção da diretoria de não cumprir os respetivos contratos de trabalho datados de 14/01/2020", diz um trecho do comunicado divulgado pelo técnico.

Na visão do Barcelona, o anúncio da contratação de Ronald Koeman já deixou claro o fim da passagem de Setién no clube. O holandês foi confirmado no cargo no dia 19 de agosto.

Setién chegou ao Barcelona em janeiro e fez um trabalho muito abaixo das expectativas após substituir Ernesto Valverde. A equipe encerrou a temporada sem títulos e ainda foi eliminado da Liga dos Campeões com uma goleada histórica de 8 a 2 diante do Bayern de Munique.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário