Com Covid, Diego relata dores e mira reação do Flamengo: ‘falar pouco e trabalhar muito’

Meia foi um dos seis jogadores infectados no elenco rubro-negro, que ainda tenta reagir após sofrer uma goleada em Quito pela Libertadores

Os últimos dias do Flamengo mergulharam o clube em um dos piores momentos desde a chegada de Jorge Jesus em 2019. Na quinta-feira, 17, o Rubro-Negro foi goleado por 5 a 0 pelo Independiente del Valle, pela Libertadores, em Quito, no Equador. No fim de semana, estourou a notícia de que o time tem seis jogadores infectados com coronavírus, deixando a equipe com vários desfalques importantes para o duelo com o Barcelona de Guayaquil, na próxima terça, 22. Um dos infectados, Diego Ribas gravou um vídeo para falar do seu caso e disse que o grupo está mobilizado para reagir a afastar a má fase.

“Estou bem, na medida do possível, com um pouco de dor de garganta e dor no corpo, nada além disso”, afirmou o meia, que segue com o elenco no Equador. “[São] Dias muito difíceis depois daquele jogo horroroso que fizemos em Quito. Mas difícil é ter que ficar nos bastidores num momento tão importante quanto esse. O momento vai nos fortalecer, nos unir. A solução está conosco. Momento de falar pouco e trabalhar muito”, declarou Diego.

Veja também:
Neto se coloca entre os maiores da bola parada na história e critica: ‘hoje não tem um lazarento’
Show do Esporte: estreia da Glenda Kozlowski na Band quebra a internet

O meia ainda agradeceu pelas mensagens de apoio e disse que “em breve” estará de volta.

O técnico Domènec Torrent deve contar com reforço de quatro jogadores para o jogo: o zagueiro Natan, o lateral-direito João Lucas e os atacantes Guilherme Bala e Rodrigo Muniz.

Assista:

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário