O Brasil terminou a fase de grupos do handebol com uma derrota para a Suécia em um jogo que literalmente não valia nada para as duas equipes. Na Arena do Futuro, nesta segunda-feira, o time verde e amarelo perdeu por 30 a 19 e ficou com a terceira colocação, que já estava garantida desde hoje cedo.

Como Alemanha e Eslovênia, líder e vice-líder da chave, venceram seus jogos pela manhã, o Brasil entrou em quadra precisando fazer muito saldo para passar os europeus na tabela. Satisfeito com o terceiro lugar na primeira fase, o espanhol usou o duelo para realizar alguns testes e poupar atletas.

Mesmo eliminada, a Suécia entrou para vencer e mostrou isso logo nos primeiros minutos. Com 13 minutos do primeiro tempo, a vantagem já era de 8 a 2. Muito por conta do aproveitamento altíssimo nos arremessos e de um paredão defensivo, comandado por boas defesas do goleiro Mikael Appelgren.

O jogo serviu também para o Brasil enfim testar o uso do goleiro-linha, uma novidade no handebol. Além disso, Jordi usou algumas rotações atípicas e deixou jogadores importantes, como o artilheiro Chiuffa, pouco tempo em quadra.

A liderança sueca pouco foi ameaçada e a desvantagem oscilou entre quatro e seis gols até o final do primeiro tempo.

O ritmo na volta para o segundo tempo aumentou um pouco. Chiuffa marcou alguns gols, o Brasil sofreu somente dois gols nos primeiros 12 minutos e encostou. A torcida começou a acreditar na vitória e a energia passou para os jogadores.

Mas a empolgação não surgiu efeito. A Suécia voltou a demonstrar superioridade, ainda maior desta vez, e fechou o jogo em 30 a 19.

Agora o Brasil aguarda a definição do Grupo A para conhecer seu oponente nas quartas de final. A Dinamarca por enquanto é a vice-líder e pegaria o anfitriões na quarta-feira. Esse cenário muda se a Croácia conseguir pelo menos um empate com a Tunísia, lanterna da chave. O time de Jordi Ribeira fez cinco pontos na primeira fase (duas vitórias, um empate e duas derrotas).

Amanhã, é a vez das meninas do Brasil encararem a Holanda nas quartas de final do torneio feminino. Jogo acontece às 10h, com transmissão da Band.

Confira os confrontos das quartas de final:

França x Polônia

Alemanha x Catar ou Argentina

Brasil x Dinamarca ou Croácia (quarta-feira)

Eslovênia x Dinamarca ou Croácia

Ler a notÍcia completa