As meninas do handebol sentiram muito a eliminação nas quartas de final dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Depois da derrota por 32 a 23 para a Holanda, muitas saíram chorando e preferiram não falar com a imprensa. Na entrevista coletiva, o técnico dinamarquês Morten Soubak lamentou bastante o resultado, mas também destacou a vontade da equipe de tentar fazer história dentro de casa.

"Em primeiro lugar eu quero agradecer todas elas por todo o esforço. Elas fazem parte da seleção muito antes que eu. Eu sinto muito por tudo o que elas deram nesta Olimpíada. É uma honra, um orgulho poder jogar uma Olimpíada em casa. Nós tínhamos potencial para brigar pela medalha. E não conseguimos. Isso vai doer por muito tempo", afirmou.

Sobre a partida, Morten admitiu que a seleção pecou muito no ataque e também reclamou do alto número de punições, que fazem a equipe atuar com uma atleta a menos durante dois minutos.

"Eu sinto que o alto número de punições de 2 minutos nos atrapalhou muito. Fora que não conseguimos fazer os gols. Um ponto muito forte da Holanda é a velocidade. Se a gente não faz o gol, com certeza vamos tomar. Foi exatamente o que aconteceu", analisou.

Uma das poucas atletas que falaram com a imprensa, a goleira Babi reforçou o discurso do técnico. "Erramos muito, muito. E contra a Holanda não podia. Não conseguimos contra-atacar. Essa foi a diferença no jogo", analisou.

Com a derrota, o Brasil perdeu a oportunidade de atingir uma inédita semifinal nos Jogos Olímpicos. Em Londres 2012, a equipe também foi eliminada nas quartas pela Noruega.

CLIQUE E JOGUE
Você consegue memorizar os mascotes olímpicos em 30 segundos?

Game Olimpico

Ler a notÍcia completa